feminefisioterapia

Archive for maio 2011

Primeiro, veja como o sebo é excretado:

    

A pele apresenta como anexo o folículo pilossebáceo, composto pelo pelo, pela glândula sebácea e pelo músculo eretor do pelo. Na face os folículos apresentam pelos mais finos com glândulas sebáceas mais desenvolvidas, com exceção das regiões de barba no homem. A glândula sebácea produz o sebo e este chega a superfície através do folículo pilossebáceo que se abre sobre a face.

A quantidade de sebo depende da ação dos andrógenos na unidade pilossebácea, pois as glândulas sebáceas só possuem receptores para esse hormônio. O hormônio androgênico mais potente é a testosterona. Ela atua no crescimento e pigmentação dos pelos, na produção de ácidos graxos, no aumento de colágeno e na facilitação da formação de culturas de microorganismos cutâneos. Quando ocorre um aumento descontrolado desse hormônio, há o aparecimento da acne. Por isso, a forma mais freqüente de acne é caracterizada pela acne juvenil ou acne vulgar, que atinge adolescentes pela ação hormonal.

No sexo masculino ocorre uma maior incidência e com maior gravidade. A incidência é aumentada também nas pessoas de pele branca. A explicação para essa prevalência é o fato de que as pessoas de raça branca têm mais glândulas sebáceas que negros e homens apresentam uma secreção sebácea maior pela circulação de mais testosterona.

A Acne está relacionada diretamente com a pele oleosa, que apresenta uma produção de sebo em excesso.  Esse sebo ressecado se junta com a pele descamada e obstrui a abertura do folículo pilossebáceo impedindo a saída do sebo para a superfície. Isso dá origem aos comedões (cravos) abertos e fechados. Os comedões favorecem a proliferação de microorganismos, e as bactérias começam a se acumular nos poros cutâneos, provocando a inflamação característica da acne, as pápulo pústulas, conhecidas como espinhas.

Além disso, por razões desconhecidas, a pele começa a fazer uma hiperqueratinização, ou seja, a pele fica mais grosseira. Esse aumento de espessura se estende para o interior no folículo pilossebáceo, o que resulta em uma maior obstrução da saída do sebo.

Anúncios

As pessoas que têm pele oleosa sabem o quanto incomoda o excesso de sebo/gordura sobre a face principalmente. O rosto apresenta uma maior produção de sebo, pois, na face, as glândulas sebáceas (produtoras de sebo) são mais desenvolvidas. Por isso, a sensação de maior oleosidade é no rosto, que fica brilhoso e com aspecto de sujeira. Na tentativa de melhorar essa sensação, o indivíduo acaba por lavar o rosto várias vezes por dia, o que resulta em estímulo à produção de mais sebo, por um efeito rebote sobre as glândulas sebáceas.

Como explicado previamente em outro post, as glândulas sebáceas produzem o sebo, formando o manto hidrolipídico sobre a pele, que impede a penetração dos microorganismos e a desidratação das células vivas que estão logo abaixo.  O seu funcionamento é controlado principalmente pela ação de hormônios andrógenos, mas também é regulada pela própria quantidade de sebo presente, pela temperatura e pela idade.

Portanto, se você lava o rosto excessivamente, ocorre um efeito rebote sobre as glândulas sebáceas. O organismo detecta que está faltando sebo na superfície e consequentemente estimula as glândulas sebáceas a secretar mais sebo. Lavar duas ou três vezes por dia com sabonetes faciais adequados e água fria é o bastante.

Como já falamos em posts anteriores é muito importante para a Saúde das Mulheres que elas fortaleçam seus músculos do assoalho pélvico (veja o post específico sobre assoalho pélvico). Uma das maneiras de se fazer esse fortalecimento é através de cones vaginais.

Um cone vaginal é um dispositivo que se pode inserir na vagina para fornecer resistência e feedback sensorial aos músculos do assoalho pélvico à medida que eles se contraem. Essa terapia é muito útil para ajudar a mulher a distinguir quais são seus músculos perineais, aumentando assim a propriocepção dessa região o que é muito importante, uma vez que muitas mulheres não conseguem distinguir seus músculos perineais.

Comercialmente, encontra-se um conjunto de cinco cones, de forma e tamanho iguais e peso que varia de 25g a 75g.

Quando o cone de peso correto é inserido na vagina ele tende a sair, causando a sensação de perda do cone, fazendo com que os músculos do assoalho pélvico que circundam o cone se contraiam em resposta. Portanto, o cone é mantido na vagina pela contração dos músculos do assoalho pélvico.

Embora os cones sejam de fácil manuseio, a orientação de um profissional capacitado é fundamental, pois assim como existem as indicações, existem também as contra-indicações para o uso dos cones. Além disso, a paciente deve ser orientada quanto a maneira correta de se colocar o cone, qual peso utilizar, qual a duração do tratamento. Com a utilização correta, o cone é um método de sucesso para o fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico.

O enfaixamento compressivo deve ser utilizado para manter e incrementar os efeitos da drenagem linfática manual. A grande maioria dos linfedemas ocorre devido a uma insuficiência linfática. O enfaixamento tem como objetivo aumentar o fluxo linfático através do aumento de pressão tecidual e prevenir um novo acúmulo de líquido após a drenagem linfática manual, gerando uma compressão extra que ajudará a compensar esta insuficiência linfática. O enfaixamento deve ser funcional e a pressão deve ser maior na mão e deve ir diminuindo em direção à axila. A manutenção da redução obtida através do enfaixamento compressivo deve ser realizada com o uso de braçadeiras elásticas. Nos linfedemas que não são reversíveis espontaneamente, o uso da braçadeira deve ser contínuo.

 

A drenagem linfática manual é uma técnica complexa que utiliza manobras que atuam principalmente sobre o sistema linfático superficial e que tem como objetivo drenar o excesso de líquido acumulado.

O princípio básico da drenagem linfática manual é a utilização de manobras realizadas pelo fisioterapeuta que se iniciam nas áreas mais afastadas do linfedema, indo depois para a região edemaciada.

A drenagem linfática manual é uma técnica de massagem que envolve a superfície da pele e segue a anatomia linfática do corpo. A drenagem produz um aumento da absorção, acelerando o deslocamento da linfa, além de estimular os capilares que se encontram inativos e aumentar a motricidade da unidade linfática, o linfângion.

 

31°Semana

O cérebro do bebê está crescendo e se desenvolvendo rapidamente. As partes do cérebro podem agora controlar a temperatura do corpo também, e ele não está apenas contando com a temperatura do líquido amniótico. Ocorre endurecimento dos ossos do corpo, mas o crânio permanece macio e flexível.

32° Semana

Mais de gordura está se acumulando sob a pele do bebê, o que torna a pele mais opaca e menos transparente. O bebê tem cerca de 45,72 centímetros de comprimento e pesa cerca de 2267,5g.

29° Semana

Com a maior parte de seu desenvolvimento completo, seu bebê ganha peso muito e rapidamente. Metade do peso que ele terá ao nascer será adicionado durante os dois últimos dois meses e meio de gravidez. Seu bebê vai precisar de nutrientes em abundância para completar o seu crescimento.

 

30° Semana

Esta semana, o cabelo fino que cobria o corpo de seu bebê (lanugem) começará a desaparecer. Enquanto isso, o cabelo da cabeça do bebê começa a crescer e engrossar. Alguns bebês nascem com a cabeça cheia de cabelos, embora estes normalmente são perdidos nos primeiros seis meses de vida.


%d blogueiros gostam disto: