feminefisioterapia

Posts Tagged ‘pele oleosa

Segue a segunda parte do programa. Você vai ver neste vídeo uma desmonstração didática de uma espinha muito inflamada seguida de algumas dicas de como cuidar da pele oleosa, uma vez q a acne está relaciona com esse tipo de pele em que há produção excessiva de secreção sebácea.

Anúncios

As pessoas que têm pele oleosa sabem o quanto incomoda o excesso de sebo/gordura sobre a face principalmente. O rosto apresenta uma maior produção de sebo, pois, na face, as glândulas sebáceas (produtoras de sebo) são mais desenvolvidas. Por isso, a sensação de maior oleosidade é no rosto, que fica brilhoso e com aspecto de sujeira. Na tentativa de melhorar essa sensação, o indivíduo acaba por lavar o rosto várias vezes por dia, o que resulta em estímulo à produção de mais sebo, por um efeito rebote sobre as glândulas sebáceas.

Como explicado previamente em outro post, as glândulas sebáceas produzem o sebo, formando o manto hidrolipídico sobre a pele, que impede a penetração dos microorganismos e a desidratação das células vivas que estão logo abaixo.  O seu funcionamento é controlado principalmente pela ação de hormônios andrógenos, mas também é regulada pela própria quantidade de sebo presente, pela temperatura e pela idade.

Portanto, se você lava o rosto excessivamente, ocorre um efeito rebote sobre as glândulas sebáceas. O organismo detecta que está faltando sebo na superfície e consequentemente estimula as glândulas sebáceas a secretar mais sebo. Lavar duas ou três vezes por dia com sabonetes faciais adequados e água fria é o bastante.

É muito importante você descobrir qual o seu tipo de pele para escolher entre tantos cosméticos existentes no mercado aquele que é destinado a você.

Leia este post e descubra!

 

Pele Normal

  • A ideal, característica da pele infantil.
  • Equilíbrio entre as concentrações lipídicas e hídricas.
  • Aspecto e textura lisa e uniforme.
  • Bom tônus e elasticidade.
  • Suave ao toque.
  • Orifícios pilossebáceos (poros) pouco visíveis.

 

Pele Seca

 Seca por desidratação

  • Não possui rigidez dos tecidos
  • Pele sensível
  • Pré-disposta a fissuras e de aspecto áspero
  • Facilidade para descamação
  • Tendência à presença de rugas e marcas de expressão

Seca por falta de produção sebácea

  • Falta a camada gordurosa normal – manto hidrolipídico insuficiente.
  • Racha-se e escama-se com ainda mais facilidade que a desidratada.
  • Opaca, frágil, de fácil irritação e vermelhidão.

 

Pele oleosa

  •  Aspecto brilhante
  • Excesso de secreções sebáceas e sudoríparas.
  • Textura grosseira, mais espessa e granulosa.
  • Poros dilatados – orifícios pilossebáceos.
  • Tendência a presença de comedões (cravos) e acne.
  • Pode apresentar dermatite seborréica.
  • Pode estar associada à desidratação.

Pele oleosa – gordurosa resistente (SOUZA, 2003)

  • Tendência a envelhecer mais lentamete.

Pele oleosa – gordurosa avermelhada ou eritematosa (SOUZA, 2003)

  • Mais frágeis

 

Pele Mista

  • Áreas mais hidratadas ou mais oleosas que outras devido a distribuição disforme das glândulas sebáceas e sudoríparas.

Pele mista com tendência a oleosa

  • Zona T com mais oleosidade – nariz, queixo e testa

Pele mista com tendência a seca

  • Áreas laterais com mais oleosidade

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: